Line-up do Rock in Rio é composto por artistas naturais da Baixada Fluminense

O Rock in Rio, festival musical que acontece a cada dois anos na Zona Oeste do Rio de Janeiro, apresenta novidades nessa nova edição. Depois da apresentação da Rock Street e Rock District em 2017, surge agora o Espaço Favela, local definido como um ambiente lúdico e bem colorido que tem como objetivo quebrar estereótipos negativos sobre as comunidades cariocas.

Figura 1. Espaço Favela/ imagem site B9.com

O line-up deste espaço caracterizado pela diversidade receberá mais de 30 atrações compostas pelas batalhas de SLAM, rappers que ganharam a internet com suas composições, cantoras e cantores de Funk novos e consagrados, bandas de rock, jazz e heavy metal, grupo de samba e a reconhecida “Orquestra Maré do Amanhã”, que já passou pelos principais palcos da cidade, apresentando Rock Symphony.

Mas o que chama atenção dentre os artistas que compõe o line up é que alguns deles são naturais da Baixada Fluminense, em especial os municípios de Nova Iguaçu e Caxias. As batalhas de Slam, que são competição de rimas sobre temas atuais e discute assuntos que vão de críticas sociais às experiências pessoais de cada participante, conta coma a participação de três meninas da Baixada: Carol Dall Farra, Lisa Castro (ambas de Nova Iguaçu) e Gênesis (Caxias).

Dudu do Morro do Agudo, também conhecido como DMA, também se apresenta no espaço favela representando a Baixada Fluminense. O cantor, natural de Nova Iguaçu, produziu quatro coletâneas de rap, e recentemente lançou mais um álbum autoral, “O Dever Me Chama”. O disco passeia pelo trap, boombap e funk carioca, com letras atuais em tom de crítica.

A expectativa é que o número desta edição ultrapasse os números da edição passada, que atingiu a marca de 143 milhões de pessoas alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes do festival somente durante os dias de evento. O Rock in Rio acontece entre os dias 27 de setembro e o dia 6 de outubro já não possui mais ingressos disponíveis em seu site e posto de venda, localizado na própria cidade do Rock.

Texto de Isabella Branco, aluno do 8º período de Jornalismo, com supervisão de Leandro Lacerda.

Anúncios