Escócia é o primeiro país do mundo a incorporar ensino LGBTI nas escolas

Foi anunciado ontem pelo primeiro-ministro escocês, John Swinney, que a  Escócia se tornará o primeiro país do mundo a incorporar o ensino dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais no currículo escolar. Os ativistas descreveram a decisão como um momento histórico para o movimento LGBTI.

Os ministros escoceses aceitaram, na íntegra, as recomendações de um grupo de trabalho liderado pela campanha “Time for Inclusive Education” (TIE, sigla que, em tradução livre, significa “Tempo para Educação Inclusiva”). Com isso, as escolas públicas serão obrigadas a ensinar os alunos sobre a história das igualdades e dos movimentos LGBTI, bem como combater a homofobia e a transfobia e explorar a identidade dessa fatia da população.

Um estudo encomendado pela TIE descobriu que nove em cada 10 Escoceses LGBTI experimentam homofobia na escola, e 27% relataram que tentaram suicídio após serem vítimas de bullying. A investigação também descobriu que havia pouca compreensão nas escolas sobre o preconceito contra pessoas com variações de características sexuais e corpos intersexuais.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s