Policia Federal divulga ‘Mensalinho’ da Alerj que movimentou R$ 54 milhões

Segundo o superintendente da Polícia Federal, Ricardo Saadi, o esquema de compra e venda de votos na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) movimentou ao menos R$ 54 milhões. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (08), durante a coletiva da deflagração da Operação Furna da Onça, que investiga o “mensalinho” da Alerj.

A investigação cumpriu, até as 11h, 20 mandados de prisão. O secretário estadual de Governo, Affonso Monnerat, apontado como o canal entre Alerj e Palácio Guanabara, também foi alvo da operação. O presidente do Detran, Leonardo Jacob, e seu antecessor, Vinícius Farah, estão foragidos. Houve ainda 47 mandados de busca e apreensão, um na Alerj, no prédio anexo; outro no Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

De acordo com as investigações, a organização chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral, pagava propina para vários deputados estaduais, para que patrocinassem interesses do grupo na Alerj.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s