Daciolo vai ao TSE e pede anulação das eleições

O presidenciável Cabo Daciolo (Patriota), sexto lugar no primeiro turno presidencial, protocolou, nesta quarta-feira (10), no Tribunal Superior Eleitoral, o pedido de anulação das eleições. Segundo o deputado, a quantidade de problemas que ele diz ter havido para votação para presidente, por meio das urnas eletrônicas, é suficiente para que medidas sejam tomadas. “Há fraudes nas eleições. Tem provas desde 2014. Bem antes, até, mas em 2014 nós temos provas concretas”, declarou o Cabo, que citou o ex-deputado paulista Protógenes Queiroz, delegado da Polícia Federal que, segundo Daciolo, foi expulso da corporação depois que apresentou provas de fraude. Além da anulação, Daciolo pede ao TSE um a nova votação por meio de cédulas. Ele chegou ao TSE acompanhado de sua candidata a vice-presidente, Suelene Bauduino e foi recebido por um grupo gritava o bordão durante debates, “glória a Deus”.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) afirma que não foi encontrado nenhum indício de fraude na eleição brasileira, mas afirma que a polarização e a agressividade são as maiores ameaças para o processo eleitoral. 390 seções foram vistoriadas no dia da votação, em 12 estados e no Distrito Federal, sendo que nenhuma irregularidade foi encontrada nas urnas eletrônicas. Participaram da missão 41 especialistas e observadores de 18 nacionalidades.

No domingo (07), vídeos circularam nas redes denunciando erros na urna eletrônica. Um dos vídeos aparece a urna completando a votação para a pessoa. Especialistas e o TSE esclareceram que o vídeo foi editado e que não há possibilidade desse tipo de problema acontecer. Em outro vídeo, um homem digita o número ‘17’ e mostra o voto já sendo anulado automaticamente, porém, ele estava votando para governador e não havia candidatos com tal número. Na semana da votação para o primeiro turno, a disseminação de conteúdos falsos sobre as urnas eletrônicas circulava pelas redes sociais, colocando em dúvida a confiabilidade do método de contagem. Notícias como “PF Apreendeu urnas com votos para Haddad”, “Diretor da OEA assume Fraudes nas urnas”, “Ex-deputado recebeu asilo por denunciar fraude” e “Estudos indicam chance de 73,14% de fraude” já foram desmentidas e você pode conferir, aqui e aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s