O candidato do PSL a Presidência da República, Jair Bolsonaro, rechaçou a possibilidade de um acordo contra a propagação de fake News, proposto por Fernando Haddad. Bolsonaro justificou que Haddad está disseminando notícias falsas contra ele, o acusando de inventar que ele vai aumentar o imposto de renda para os pobres. O acordo ético teria como finalidade impedir que fake news se espalhassem pelas redes sociais, principalmente no WhatsApp, para evitar calúnia e difamação contra os dois candidatos.