Ministério do Turismo lança plano para dobrar número de turistas estrangeiros e gerar 2 milhões de empregos

O Ministério do Turismo lançou ontem(27), o Plano Nacional do Turismo (PNT). A medida estabelece as diretrizes e estratégias para o setor até 2022. Entre os objetivos a serem alcançados nos próximos quatro anos, está a criação de dois milhões de postos de trabalho na área que, somente no ano passado, foi responsável por 8,5 do Produto Interno Bruto (PIB), gerando R$ 152,2 bilhões para a economia brasileira. Além disso, o plano pretende triplicar a receita do turismo no período e quase dobrar o número de pessoas que viajam dentro do país e o de estrangeiros que visitam o Brasil. 

“Temos em mãos um instrumento que direciona políticas efetivas, orienta os gestores sobre as prioridades do setor e traz metas factíveis para o Brasil se tornar uma potência mundial no mercado de viagens”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão, em comunicado

O novo Plano Nacional de Turismo prevê ampliar, até 2022, o número de empregos gerados pelo setor, passando de 7 milhões para 9 milhões de postos de trabalho. Também foram traçadas metas para o turismo doméstico, com a inserção de 39,7 milhões de brasileiros no mercado consumidor de viagens; aumento no número de turistas internacionais no país, passando de 6,6 milhões para 12 milhões; e da receita advinda desses turistas, saindo dos atuais US$ 6,6 bilhões para US$ 19 bilhões em 2022.

O documento traz um panorama do mercado de turismo hoje no Brasil e no mundo, identifica os problemas e elenca as iniciativas e estratégias prioritárias. Como novidade, o PNT aborda temas como  o incentivo a soluções de segurança pública que envolvam o setor turístico e integrem os planejamentos  estaduais e municipais, como uma das estratégias fundamentais para a qualidade da experiência no país; a instituição de uma rede nacional de observatórios de turismo; o fortalecimento do trabalho compartilhado em redes de conhecimento; o estímulo ao desenvolvimento de destinos turísticos inteligentes, com foco na inovação e tecnologias interativas e criativas; e a elaboração de um Plano Integrado de posicionamento da imagem do Brasil.

Para o coordenador da Câmara Técnica do PNT e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, Alexandre Sampaio, o Plano Nacional de Turismo 2018-2022 norteia as ações do setor, dando caminhos e orientações para o Brasil avançar no mercado de viagens. “O documento foi construído como uma proposta nacional para o setor de turismo, propondo caminhos modernos para alcançarmos, de forma célere, nossos objetivos. É um Plano amplo e propositivo, que pode ser ajustado ao longo dos anos para se adequar à realidade de nosso setor”, disse.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s